Dicas Zero Tattoo

O que você precisa na hora de sua tatuagem!

Zero Tattoo

Está qualificado a realizar qualquer estilo de tatuagem, desenvolvendo desenhos exclusivos, além dos milhares de desenhos disponíveis em nossos catálogos.

Nossa filosofia

de trabalho é sempre estarmos atualizados em termos de técnicas, equipamentos e segurança, para garantir a qualidade dos serviços prestados e a satisfação de nossos clientes.

Cuidados com sua Tatuagem
- Lave a tatuagem com água gelada e sabonete antibacteriano nos dois primeiros dias;

- Use o plástico só no primeiro dia;

- Passe a pomada somente após o quinto e faça duas aplicações diárias por dez dias.

- Não molhar a área tatuada por oito dias.

- Evitar piscina, mar ou sauna e sol diretamente por no mínimo 30 dias. - Não ingerir chocolate, carne de porco, peixe e ovo por 20 dias.

- Não coçar e jamais retirar a casca.

- Não fazer exercícios físicos durante a primeira semana.

Porque é que as tatuagens esmorecem com o tempo?
O caráter permanente de uma tatuagem é seriamente questionado à medida que envelhecemos, não porque existe o risco de desaparecer (nesse aspecto são mesmo para sempre!), mas porque as suas cores e formas começam a esmorecer. Saiba as principais causas do “envelhecimento” das tatuagens e o que pode fazer para retardá-lo.

Os motivos

A exposição solar é a principal responsável pelo abatimento gradual das tatuagens, uma vez que a potência dos raios do sol é suficiente para ir desgastando as cores e linhas de uma tatuagem.

Tatuadores inexperientes também podem contribuir para o desvanecimento de uma tatuagem a longo prazo. Se a tatuagem não atingir a profundidade necessária, é mais fácil a cor começar a desaparecer; se for muito superficial pode causar feridas e crostas que, depois de coçadas e retiradas, podem afetar as linhas e formas da tatuagem.

Os cuidados necessários ao período de cicatrização não foram seguidos à risca.

Existem cores mais propícias a desaparecerem do que outras. As tatuagens pequenas têm maior probabilidade de atenuar do que as tatuagens maiores.

À medida que envelhecemos, também a nossa pele envelhece o que se vai fazer sentir, negativamente, nas tatuagens, principalmente naquelas efetuadas nos pés e mãos.

As soluções

Durante os meses mais quentes do ano, é necessário aplicar, diariamente, protetor solar nas tatuagens visíveis, reforçando as aplicações sempre que sai de casa e principalmente na praia, piscina ou campo. Em alternativa, na hora de se tatuar, escolha um local do corpo mais resguardado do sol. Tal como hidrata a pele do corpo ao longo de todo o ano, não se esqueça da zona tatuada.

Por este motivo e todos os outros relacionados com a arte de tatuar, procure sempre um tatuador experiente. A diferença é que quem detém o melhor know-how sabe aplicar, na perfeição, os pigmentos, assegurando assim uma imagem final nítida e duradoura.

A cicatrização correta e completa é fundamental para certificar a longevidade de uma tatuagem. Nunca é demais referir que no primeiro mês após a realização de uma tatuagem não pode apanhar sol, nem estar em contacto com água salgada, cloro das piscinas, jacuzzi, saunas ou qualquer tipo de tratamento SPA. Enquanto a pele não cicatrizar, até o mais pequeno contacto com água e/ou umidade pode diluir a tatuagem. Para evitar que uma tatuagem aparente mais idade do que realmente tem, é necessário precaução na hora de escolher imagens coloridas.

Cores vivas como magenta, laranja, vermelho, roxo e amarelo são as primeiras a desvanecer, por isso, se puder, evite-as. Opte antes por tons escuros – preto, azul-marinho, verde – que vão resistir melhor à passagem do tempo.

Mesmo que tenha todos os cuidados e mais alguns, o mais certo é que terá de fazer a manutenção das suas tatuagens se quiser manter o seu aspecto inicial. Um refresh ocasional é o suficiente para manter qualquer tatuagem como nova.

Pretende fazer uma tatuagem sobre estrias?
As estrias que pretende tatuar devem ter, pelo menos, um ano sem qualquer alteração, isto porque, quanto mais “velhas” forem as estrias, melhor será a aderência da tinta da tatuagem à pele.

Certifique-se que o desenho e/ou as cores escolhidas para a tatuagem não vão acabar por chamar mais atenção para as estrias que, no fundo, quer fazer “desaparecer”.

Regra geral, fazer uma tatuagem sobre estrias demora o dobro do tempo que uma tatuagem normal, uma vez que a alteração da pele requer que se passe a agulha duas ou três vezes sobre a mesma zona.

O facto de uma tatuagem sobre estrias demorar mais tempo a executar, também implica que será, em princípio, mais dolorosa. Mas não é só por isso: a pele adjacente às estrias é naturalmente mais sensível.

Se a zona de estrias a tatuar é extensa, recomenda-se que faça uma pequena tatuagem para verificar a reação da pele à mesma. Se for positiva, essa pequena tatuagem pode ser tapada/incorporada no desenho final. Se for negativa, pelo menos ficou pela tatuagem menor! Se pretende fazer uma tatuagem sobre estrias que resultaram de uma ou mais gravidezes, o ideal é ter a certeza que não vai voltar a engravidar, pois, uma nova gravidez, a alteração das estrias existentes e o eventual aparecimento de novas estrias poderá alterar drasticamente a tatuagem. O mesmo aplica-se a uma eventual flutuação de peso.

O risco de uma tatuagem sobre estrias esmorecer é maior quando é feita uma tatuagem colorida em vez de uma tatuagem monocromática. Para além disso, recomenda-se que se utilize sempre linhas finas ao efetuar a tatuagem – quanto mais finas, menor o risco de estas se “espalharem” pela estria.

Evite fazer qualquer tipo de tatuagem sobre estrias salientes – o efeito de camuflagem não será conseguido.

Poder fazer ou não uma tatuagem sobre uma estria depende inteiramente das estrias em si, ou seja, da sua largura, comprimento, profundidade e cor. As estrias claras, quase da mesma tonalidade da pele são as mais fáceis de disfarçar com uma tatuagem, assim como aquelas que apresentam um tom rosado. No entanto, quando as estrias têm uma cor escura – em tons de vermelho/púrpura – será muito mais difícil tapá-las com recurso a uma tatuagem.

O tamanho ou a extensão das estrias também é um fator a ter em conta, pois, se a área for muito extensa, fazer uma tatuagem aí – o desenho escolhido também influencia – pode acabar por chamar ainda mais atenção para as estrias em si. Por fim, é fundamental ter em conta a profundidade das estrias a tatuar: quanto mais fundas, mais difícil será a aderência da tinta e, consequentemente, a capacidade de disfarçar as estrias. Quanto mais finas as estrias, mais fáceis serão de camuflar com recurso a uma tatuagem.

Fazer uma tatuagem sobre estrias: sim ou não?
Independentemente das suas causas, as estrias alteram significativamente o aspecto da pele e quem as tem só sonha em eliminá-las, acabando sempre por tentar escondê-las o mais possível. É aqui que muitas vezes também entra a arte de tatuar: é possível fazer uma tatuagem sobre estrias? A resposta é: sim e não, tudo depende do tamanho e da cor da estria.
Onde dói mais e menos?
Para ficar com uma ideia da sensibilidade das diferentes zonas do seu corpo que pode estar a contemplar tatuar, faça esta experiência: belisque a zona superior do braço e depois a parte de cima do pé. Dói mais no pé, não é verdade? Regra geral, as zonas com mais músculo e/ou gordura doem bastante menos do que aquelas partes do corpo com uma alta concentração de nervos, com ossos apenas e ainda algumas zonas erógenas.

Mais probabilidade de dor

Órgãos genitais ou próximo dos mesmos

Interior das coxas

Tornozelos

Pés

Mãos

Esterno (osso situado na parte anterior do tórax)

Costelas

Peito (principalmente para os homens)

Zona inferior das costas

Espinha dorsal

Cabeça

Qualquer zona da cara

Pescoço

Por de trás das orelhas

Axilas

Menos probabilidade de dor:

Omoplatas

Braços

Barriga da perna

Exterior das coxas

Rabo

Prevenir a dor

Existem histórias dramáticas que incluem choro e até desmaios durante uma tatuagem mas estes são, sem dúvida, casos isolados. O que pode acontecer é que a pessoa está tão ansiosa que os nervos apoderam-se de toda a situação, tornando a experiência insuportável; ou então não se alimentou corretamente antes da sessão; ou por outro lado, está a fazer uma tatuagem muito grande e o corpo está a responder negativamente a várias horas passadas nas mãos de um tatuador.

Os grandes medos!
O medo da dor que uma tatuagem supostamente vai infligir está por vezes relacionado com outros receios: o medo de agulhas e/ou de sangue! O primeiro é facilmente resolvido – basta efetuar a tatuagem num local onde não está a assistir ao processo ou então não olhar; quanto ao segundo, é muito raro alguém sangrar ao ser tatuado, a não ser que tenha bebido álcool ou tomado aspirina (ou outro medicamento que possa contribuir para a diluição do sangue) imediatamente antes. Para além disso, as agulhas apenas penetram cerca de 2.5 cm da pele – pegue numa régua e veja com os seus próprios olhos – e ao longo de toda a sessão, o tatuador limpa, vezes sem conta, a área de trabalho.
Qual a sensação?
Embora não seja particularmente fácil descrever qual a sensação de ser tatuado, algumas das descrições mais recorrentes incluem: é semelhante a um escaldo, parece que se está a ser picado por uma abelha, um grande arranhão, uma sensação de calor, desconfortável ou simplesmente irritante. Também parece ser consensual que fazer o contorno do desenho é um pouco mais doloroso do que o seu preenchimento. Curiosamente, as pessoas que já enfrentaram algum tipo de cirurgia e as mulheres que já deram à luz, são normalmente quem diz que “não dói nada”! Por outro lado, a maioria das pessoas sente algum incomodo nos primeiros minutos, mas depressa se habituam e chegam à conclusão que “não é tão mau como pensavam”! Consequentemente, a dor é substituída pelas endorfinas, até porque a partir de agora o pensamento está apenas concentrado em ver o resultado final !
Pescoço
Esta zona do corpo já foi, em tempos, exclusivamente reservado a membros de gangues e a pessoas que tivessem estado presas. Hoje, está na lista dos top 10 locais do corpo mais tatuados, pela sua sensualidade e elemento surpresa, mas também porque pode ser perfeitamente disfarçado com uma camisola ou, no caso das mulheres, com cabelo comprido.
Peito
Zona quase exclusivamente reservada aos homens, as tatuagens aqui parecem aumentar os peitorais masculinos (nem que seja de forma ilusória!) e, embora passem a maior parte do tempo cobertas, podem ser amplamente gozadas em privado! Seios: cada vez mais popular entre as mulheres, estas tatuagens têm, na maior parte dos casos, um tom provocatório e extremamente sexy, mas são também muitas vezes grandes provas de amor, ao exibirem os nomes dos seus amados!
Braço
Popularidade do braço deve-se ao facto deste proporcionar, em si, várias zonas para efetuar uma tatuagem – área exterior, interior, antebraço e ombro – sendo ainda uma das zonas menos dolorosas para ser tatuado.
Costas
Considerada pelos tatuadores como a maior e a melhor “tela humana”, não é raro esses artistas aconselharem grandes tatuagens nesta zona do corpo. Em alternativa, sugerem que comece por uma “peça” mais pequena, mas que pode ser aumentada com o tempo e conforme a vontade! Quem fica apenas por uma tatuagem nas costas, normalmente fá-la entre os ombros.
Pulso
Com uma personalidade muito forte e muito própria, as tatuagens nesta parte do braço (normalmente no interior) ficam bem a ambos os sexos. Se por um lado é comum tatuar-se nesta zona algo com grande significado e que esteja sempre à vista, sendo assim uma lembrança constante; por outro, pode facilmente ser disfarçada com uma camisola de manga comprida, um relógio ou pulseira
Em hibernação no Inverno e à vista do mundo no Verão, as tatuagens ficam muito bem nesta zona mais plana do corpo. No entanto, precisam de ser ocasionalmente retocadas, porque têm tendência a desbotar.
Tornozelo
Muito popular no universo feminino (que, em matéria de tatuagens, parece ter adotado esta zona do corpo como sendo exclusivamente sua), os desenhos dividem-se entre elementos delicados como flores, borboletas e rosário; e elementos mais marcantes, caso dos desenhos tribais.

Braçadeira:embora não se trate de uma zona do corpo específica, este gênero de tatuagem, que envolve o braço de uma ponta a outra, é extremamente popular, tanto com os homens como com as mulheres. Para além de ser um local visualmente forte, é igualmente fácil de “esconder” .

Zona Lombar
Sexy e sensual – tanto nos homens como nas mulheres (no sexo feminino tem ainda a vantagem de destacar a sua silhueta) – é uma zona ideal porque pode ser facilmente escondida por motivos profissionais ou pessoais, ou seja, longe dos olhares curiosos dos chefes, pais ou avós! É igualmente misteriosa porque uma camisola mais curta pode permitir uma amostra da tatuagem quando forem feitos certos movimentos. Na praia ou na companhia da sua cara-metade, a sua exposição é digna de ser vista!
Zonas do corpo mais populares
Depois da tatuagem em si – desenho, palavras, significado – o local onde será feita é a segunda decisão mais importante que terá de tomar. Como é sabido, existem zonas do corpo onde dói mais e menos ser-se tatuado, mas também existem partes corporais que os próprios tatuadores desaconselham: caso dos cotovelos, pés, joelhos e as dobras dos dedos das mãos (há uma maior probabilidade da tatuagem desvanecer), mas também zonas muito propícias a rugas que podem “desfigurar” a tatuagem no futuro…e o trabalho de um artista corporal tem de ficar impecável para sempre! Talvez por isso, sejam estas as zonas do corpo mais populares para se efetuar uma tatuagem!
Localização
A zona do corpo que escolhe tatuar diz tanto ou mais do que a tatuagem em si – para além de poder afetar o seu significado, há que considerar o aspecto estético final. Por exemplo, o impacto visual de uma tatuagem na nuca, é diferente do que aquele causado por uma tatuagem no pé.

Por outro lado, existem zonas do corpo mais populares do que outras, umas mais dolorosas do que outras.

Outra decisão que terá de tomar relativamente ao local é se quer que a tatuagem seja facilmente visível pelos outros: pode ter um emprego conservador ou simplesmente porque quer que seja um segredo exclusivamente seu. Algumas áreas tornarão a tatuagem visível a toda a hora, outras vão apenas permitir um vislumbre ocasional.

Simbolismo
Tenha especial cuidado ao escolher símbolos religiosos, de outras culturas e palavras noutras línguas. Se o fizer, é importante que pesquise e descubra tudo o que há para descobrir acerca desse elemento: história, segundos significados, se exprime coisas diferentes ao ser colocado em partes do corpo distintas ou próximo de outras tatuagens.

Certifique-se que os caracteres japoneses pelos quais está apaixonado significam realmente “amor” e não “ódio”. O que pode parecer espetacular para si, pode ser ofensivo para outros.

Estética
Regra geral, as pessoas fazem tatuagens para serem vistas – por elas e pelos outros! E neste campo existem duas decisões fundamentais: o tamanho e a cor. As dimensões da sua futura tatuagem dependem da sua localização, ou seja, pode começar por escolher primeiro a área do corpo a tatuar e só depois escolher um desenho adequado ou vice-versa.

Relativamente às cores, é errado será dizer que uma tatuagem colorida chama muito mais a atenção do que uma tatuagem feita a preto e cinzento – depende dos seus gostos pessoais, da imagem em si e, eventualmente, da localização. Para além de expressar o significado que deseja, uma tatuagem tem obrigatoriamente de ser esteticamente agradável. Se não estiver bonita, não vai querer mostrá-la a ninguém.

Imagens vs. Letras
Enquanto artistas, muitos tatuadores também estão habilitados a elaborar um desenho através de um rascunho ou simplesmente graças a uma explicação sua. Saiba ainda que se levar uma imagem a um tatuador ele pode ainda fazer-lhe alterações de cor e/ou forma. Para além das imagens, as iniciais, palavras ou expressões também são populares e podem dizer tanto ou mais do que uma ilustração.

Tenha apenas cuidado com a escolha de nomes – não vá a coisa correr mal e daqui a seis meses queira apagá-la! Não limite a sua pesquisa, muitas vezes a inspiração está onde menos esperamos. Uma tatuagem deve espelhar a sua personalidade, deve ser a “sua cara”.

Que tatuagem eu faço?
Para escolher um desenho, nada melhor do que ler e pesquisar muito. As revistas especializadas são um prato cheio para os que estão sem ideia. Os estúdios também possuem um grande arquivo de desenhos e fotos. É só chegar e soltar sua imaginação. Além disso, o próprio tatuador vai te ajudar a elaborar ou aperfeiçoar a Tattoo.

Por isso, ir a um estúdio de sua confiança é essencial para o sucesso de seu desenho.

Fazer tatuagem doí ?
Sim, dói. A dor se modifica de acordo com a pessoa. Uns sentem mais, outros menos. Alguns lugares do corpo doem mais (cotovelo, pé, tornozelo…), onde tem bastante terminações nervosas também (parte interna do braço, por exemplo).

Se o fato de sentir dor te incomoda tanto, converse bastante com o profissional, ele é a pessoa mais indicada para dar algumas dicas.

Posso pegar infecções ou doenças com a tatuagem?
Esta é uma pergunta muito importante. Os meios de comunicação repetem sempre que fazer uma tatuagem ou um piercing é perigoso, e é fácil cair na psicose! O que ninguém diz é que se o estúdio que você contatar for sério e competente, os riscos são inexistentes. Agulhas e materiais descartáveis, autoclave para a esterilização, e um amplo uso de líquidos desinfetantes e esterilizastes e um profissional formado em biossegurança para poder administrar todos esses itens importantes. Somos nós que vivemos no nosso estúdio e portanto somos nós os primeiros a prestar atenção às normas higiênicas.E agora é você que entra em cena. A cura da tatuagem e do piercing é muito importante e é fundamental seguir as instruções que lhe serão dadas. Utilize poucos remédios mas de primeira qualidade; toque a tatuagem ou o piercing exclusivamente com as mãos limpas, ao menos nos primeiros dias; siga um estilo de vida sadio e regular. Se seguir estas simples regras, não terá algum problema!

Este assunto me deixa com uma raiva incrível, há anos leio e ouço reportagens que apontam o dedo contra esta arte, como se nós tatuadores fôssemos “açougueiros irresponsáveis”, eu acredito que haja “tatuadores” (mas acredite, tenho muita dificuldade em defini-los assim!!!) e esteticistas que usam a máquina de fazer tatuagem mesmo não tendo as capacidades e os conhecimentos artísticos e higiênico -sanitários desmoralizam nossa profissão e levam a vergonha a publico nos distorcendo nossa profissão ao olhos da sociedade, contra estes “charlatões” sempre combati em primeira pessoa e não darei trégua um só minuto, mas acho que muitas vezes as autoridades e as administrações públicas (com o apoio dos meios de comunicação) apontem o dedo contra nós tatuadores para desviar a atenção dos verdadeiros problemas da ma administração do poder de vigilância e fiscalização. Milhares de pessoas viveram na própria pele (!!!) o pesadelo de erros e descuidos que fizeram com que entrassem são (ou quase) num hospital e saíssem gravemente adoecidos, o numero de mortes por episódios de erros médicos em toda parte.

Quem tem diabetes pode tatuar????
Sim, mas com maiores cuidados. O risco de adquirir uma infecção a partir de uma aplicação de tatuagem é igual para todo mundo . Por isso, quem tem diabetes não é mais vulnerável do que as outras pessoas em relação à possibilidade de contaminação. “A diferença é que, se o quadro envolver um comprometimento dos vasos na microcirculação, o controle de uma eventual infecção torna-se mais difícil”, esclarece.

Esse tipo de complicação (alterações na micro vascularização) vem diagnosticada, em geral, a longo prazo, entre cinco e 10 anos. Por isso, o paciente que não apresenta o diabetes bem controlado, e há mais tempo, está mais sujeito ao problema. No caso de uma eventual infecção após uma tatuagem mal aplicada, seu problema poderá ser mais difícil de ser combatido. Para quem já tomou a decisão de tatuar a pele,, verificar o controle das taxas de glicemia e a presença de eventuais complicações crônicas constitui o primeiro cuidado a ser tomado antes do procedimento.Na dúvida, consulte sempre seu médico!

Quem fez tatuagem pode doar sangue???
Sim. Quem fez tatuagem há mais de um ano pode doar sangue. Não importa quantas tatuagens a pessoa tenha, apenas a data da mais recente. As pessoas passam por uma triagem para declarar a quanto tempo fizeram a tattoo .Antes as equipes de triagem ficavam muito inseguras em casos como os das pessoas que têm tatuagem . “O objetivo da triagem é a proteção do doador e do receptor. A portaria do ministério da saúde diminuiu um pouco o receio dos encarregados da triagem, porque estabelece alguns critérios”, o médico da triagem tem a prerrogativa de decidir ou não pela doação.

É na triagem que os interessados em doar sangue dão informações importantes sobre suas vidas e hábitos para garantir a segurança das doações. As informações prestadas, em casos como os de quem tem piercing, fez tatuagem ou acupuntura,são fundamentais para a segurança dos pacientes, porque serão os doadores que dirão se os procedimentos foram feitos com a utilização de material descartável.


Facebook

error: Conteúdo protegido!! Gostou liga pra mim! ou chama no WhatsApp\\