Menu

ZERO TATTOO STUDIO FONE : (11) 4227 1196

TATUAGEM NÃO DEFINE O CARÁTER! MAS FAZ A DIFERENÇA!

Rua Taipas 354 Sobre Loja -São Caetano do Sul

História da tatuagem Pré-história

As respostas iniciais estão com os arqueólogos e historiadores. Existem duas hipóteses: a tatuagem nasceu uma única vez e se espalhou pelo mundo, ou nasceu mais uma vez filha de vários pais em vários continentes.

Edward H. Dodd Jr, estudioso da arte Polinésia, berço da redescoberta das tatuagens no mundo moderno.
A tatuagem parece ser um dos mais plausíveis candidatos do controvertido conceito de origem independente em várias partes do mundo. Em 1871, no livro “A descendência do Homem”, o pai da lei mais forte na evolução das espécies Charles Darwin, já afirmava que do polo norte a Nova Zelândia não havia aborígene que não se tatuasse.


Múmias

Prova mesmo incontestável é coisa mais recente, que se deve ao achado de um grupo de múmias tatuadas. O corpo chamado homem de gelo, é a prova mais antiga. Um corpo congelado foi encontrado por turistas em solo Italiano, na fronteira com a Áustria, em 1991, e as medições arqueológicas indicam a data 5.300 a.C., isto é, Neolítico.
O homem de gelo tem linhas paralelas ao longo da região lombar da coluna, uma cruz abaixo do joelho esquerdo e faixas no tornozelo direito: são tatuagens.

Existem muitos relatos de povos bárbaros que tinham a tatuagem na sua cultura. Entre os tatuados da história estão os Francios, Citas e Tebanos. Eram povos bárbaros ao pé da letra, no calor da batalha, o guerreiro bebia o sangue do 1º inimigo morto, ao fim do combate, o soberano recebia a cabeça de cada adversário morto, os Citas reciclavam os cadáveres decepados, a pele dava um belo guardanapo que os valentes exibiam nos bridões dos cavalos, faziam roupas de pele e serviam vinho em crânios (inclusive os parentes vencidos em disputas familiares), sacrificavam vítimas humanas, uma barbaridade.
Na era cristã, o código de reconhecimento entre os primeiros cristãos, se davam por tatuagens, por uma série de sinais tatuados. Entre eles estão as letras I H S, abreviatura do nome de Jesus, o peixe letras gregas e o símbolo da igreja também eram usados.


Arqueologia

Pintura corporal, cicatriz ou tatuagem?

Evidências de modificação corporal foram encontradas nas tumbas da região de Lordogne, na França, onde fica a gruta de Lascaux, e também na Síria.
A época é de 40 mil a 10 mil a.C., foram achados também ferramentas pontiagudas, inclusive agulhas feitas de pedras e chifres pertencentes a cultura Magdaleniana (15 mil a 10 mil a.C.), também havia pigmentos naturais. A ideia parece, era desenhar o corpo do morto.
As cavernas da pré-história escondem corantes, fumadores e cálices contendo a perita de ferro, própria para tatuagem.

Rotas Cristãs (Cruzadas) eram riscadas em forma de tatuagem. Peregrinos de Jerusalém ostentavam na pele emblemas da fé, voltava-se tatuado da viagem espiritual. Na Idade Média, a Inquisição baniu a tatuagem da Europa, e mesmo no renascimento, ela continuou praticamente extinta. O fogo da inquisição pegava facilmente quem seria tolo o bastante para portar algo visto como “Stigmata Diaboli”, marca do Diabo?, cicatriz de nascença, qualquer má formação a flor da pele. O corpo alterado, automaticamente era a “morada do cão”?

A reconquista da Europa se deu através de expedições, onde cada navio sempre voltava com um autêntico exemplar vivo a bordo, mas a reconquista da Europa, começa efetivamente quando sua majestade Britânica chegou em 1767 ao Taiti, representado pelo capitão Samuel Walls, um aspirante do navio os informa sobre o que havia de incomum na gente conquistada: “Algo muito notável, de que nunca tinha ouvido falar em povo nenhum é o fato de homens e mulheres terem costas e o corpo enegrecidos formando desenhos”.
Cook é o pai da palavra inglesa tattoo, é o que se lê no seu diário da 1ª viagem aos mares do sul.


Ambos os sexos

“Ambos os sexos pintam seus corpos ou tatuou, como chamam em sua língua, isto é feito pela incrustação da cor preta sob suas peles de modo indelável”.
Cook também é o descobridor do surfe. Tatuagem e surfe, portanto se encontraram duas vezes na história: nas praias do antigo Havaí – as ilhas sandwich do capitão Cook, e mais tarde nas praias da zona sul do Rio de Janeiro e de todo Brasil a partir da década de 70.
Com o passar dos anos, a Europa como um todo passou a receber a influência dos mares do sul e a tatuagem contaminou os europeus.

A partir de 1.800 a tatuagem virou atração de circo. O fenômeno circense ocorreu também para as plateias americanas.

Um dos pioneiros foi o irlandês James F. O´Connell, depois de alguns anos na Micronésia em Ponape exibiu seu corpo coberto por tatuagens. Ele exibiu-se de 1835 a 1854 em circos e teatros. O último país a tomar assento no clube europeu da redescoberta da tatuagem foi o Japão. Com a abertura de seus portos no final do século XIX e começo do século XX, americanos e europeus entraram… e a tatuagem saiu.

Os Ainu também tatuavam mãos e braços, ainda se veem anciãs de rosto tatuado, os lábios envolvidos pela grossa mancha de um sorriso onde tem o pigmentado.
A tatuagem que nos estúdios modernos de hoje é vagamente chamada oriental começou no período Edo (séc. XVII á XIX) descrita na literatura como expressão e ato próprio dos Amantes. A moda pegou, o governo não gostou e proibiu. Em vão, a tatuagem ornamental, bori bori, surgiu no séc. XVII.


Era enfeite

Era enfeite dos ricos, pobres não podiam se tatuar, mas os pobres se tatuaram. O grande salto se deveu em parte a China.
A Suikoden (nas versões da língua inglesa foi intitulada “a margem d´agua todos os homens são irmãos”) narrativa sobre as façanhas de um Robin Hood chinês. Eram 108 rebeldes, ou seja 108 tatuados.

Bastou para que identificados com o mundo de Suikoden para que os marginalizados adotassem a decoração carnal, incorporando ao povão fazendo um conceito totalizante de tatuagem artística, não se diz que um japonês tem 3 ou 30 tatuagens, ele tem apenas uma que lhe cobre o corpo.

 

 


A máquina elétrica de tatuar

Foi patenteada em 1891 em Nova Iorque pelo irlandês Samuel O´Reilly. O´Reilly, batizou sua invenção de tatuógrafo, O`Reilly trabalhava em Nova Iorque num cenário onde a tatuagem estava estabelecida como negócio, geralmente eram ex-marinheiros convertidos em tatuadores , sua ideia partiu da ideia de Thomas Alva Edson, O´Reilly percebeu que a invenção de Edson – máquina para imprimir, por meio de pontos tintas em papel, servia para tatuar. Edson patenteou em 1876 a caneta, passados 14 anos a patente expirou sem sucesso, 1 ano mais tarde em dezembro de 1891 O`Reilly autografou seu nome no escritório de patentes, nasceu o tattaugraph.

 

 


A redescoberta do Brasil

Como aconteceu em qualquer país da rede portuária internacional, o Brasil serviu de parada para muitos tatuadores estrangeiros, praticamente de todos os países mas de uma única espécie nômade. Vinham, juntavam dinheiro e iam embora.
Knud Haralde Likke Gregersen

No dia 20 de julho de 1959, desembarcou no porto de Santos um gringo chamado Knud Haralde Likke Gregersen, apresentou-se as autoridades como desenhista e pintor nascido na Dinamarca no dia 14 de maio de 1928, pai Jens Gregersen, mãe Erna Gregersen, foi viver sua infância dentro de um estúdio, seu pai era tatuador. O nome do estúdio era Lucck tattoo e seu apelido Mr. Tattoo, teve algumas lojas em Santos e em Arraial do Cabo, Rio de Janeiro, onde morreu em 1983 do coração.

 


Depois dele vieram muitos, a tatuagem se alastrou por todo o Brasil, Luck morreu sem ter conhecido o mercado que ele mesmo colocou.
Hoje em dia temos um mercado que está cada vez mais estabilizado, com a atenção de mídia (programas de TV, jornais, revistas) o tatuador começa a Ter seu espaço no mercado e sua profissão já é regulamentada como pessoa jurídica.

O ponto negativo desta estabilização é o carecimento demasiado de profissionais não qualificados no país. Isso é causado pela falta de informações destes maus profissionais e descambada venda de matérias de péssima qualidade e descaso das autoridades da saúde pública.


O renascimento moderno da tatuagem

Agora, não são apenas marinheiros e malfeitores que se tatuam. Todo mundo, de mães a CEOs, avôs e candidatas ao Miss América, pode ter tatuagens. Na verdade, elas passaram por um renascimento global desde a década de 1950, especialmente nas culturas ocidentais. À frente, tatuadores como Lyle Tuttle (que fez a famosa tatuagem de coração no seio esquerdo da Janis Joplin), Cliff Raven, Don Nolan, Zeke Owens, Spider Webb e Don Ed Hardy.

A revitalização da tatuagem vem sendo liderada em parte pelos contínuos refinamentos na tecnologia das máquinas, movida pelas rápidas mudanças nos costumes sociais e por uma nova geração de pessoas tentando, através da prática, se reconectar com suas heranças culturais.

O hype em torno da cultura de tatuagens alcançou o auge no começo dos anos 2000, com programas como Inked, Miami Ink e LA Ink trazendo a arte da tatuagem para o reino da cultura pop. Hoje, tatuagens são consideradas alta cultura, sendo incluídas em muitas exibições de arte contemporânea e instituições de arte visual. E ainda temos vários tipos de avanços tecnológicos chegando por aí.

Borris Vallejo
http://www.borisjulie.com

 

David Delamare
http://www.daviddelamare.com

 

Josephine Wall
http://www.josephinewall.co.uk

 

Selina Fenech’s
http://selinafenech.com

Zero Tattoo

Está qualificado a realizar qualquer estilo de tatuagem, desenvolvendo desenhos exclusivos, além dos milhares de desenhos disponíveis em nossos catálogos.
Nossa filosofia de trabalho é sempre estarmos atualizados em termos de técnicas, equipamentos e segurança, para garantir a qualidade dos serviços prestados e a satisfação de nossos clientes.”

R. Taipas, 354 – Santa Maria, São Caetano do Sul

São Paulo Cep: 09560-200 Brasil

Fones:(11) 4227-1196 Cel:(11) 94717 6088 WhatsApp

Dicas


Porque é que as tatuagens esmorecem com o tempo?

O caráter permanente de uma tatuagem é seriamente questionado à medida que envelhecemos, não porque existe o risco de desaparecer (nesse aspecto são mesmo para sempre!), mas porque as suas cores e formas começam a esmorecer. Saiba as principais causas do “envelhecimento” das tatuagens e o que pode fazer para retardá-lo.

Os motivos

A exposição solar é a principal responsável pelo abatimento gradual das tatuagens, uma vez que a potência dos raios do sol é suficiente para ir desgastando as cores e linhas de uma tatuagem.
Tatuadores inexperientes também podem contribuir para o desvanecimento de uma tatuagem a longo prazo. Se a tatuagem não atingir a profundidade necessária, é mais fácil a cor começar a desaparecer; se for muito superficial pode causar feridas e crostas que, depois de coçadas e retiradas, podem afetar as linhas e formas da tatuagem.
Os cuidados necessários ao período de cicatrização não foram seguidos à risca.
Existem cores mais propícias a desaparecerem do que outras.
As tatuagens pequenas têm maior probabilidade de atenuar do que as tatuagens maiores.
À medida que envelhecemos, também a nossa pele envelhece o que se vai fazer sentir, negativamente, nas tatuagens, principalmente naquelas efetuadas nos pés e mãos.

As soluções

Durante os meses mais quentes do ano, é necessário aplicar, diariamente, protetor solar nas tatuagens visíveis, reforçando as aplicações sempre que sai de casa e principalmente na praia, piscina ou campo. Em alternativa, na hora de se tatuar, escolha um local do corpo mais resguardado do sol. Tal como hidrata a pele do corpo ao longo de todo o ano, não se esqueça da zona tatuada.
Por este motivo e todos os outros relacionados com a arte de tatuar, procure sempre um tatuador experiente. A diferença é que quem detém o melhor know-how sabe aplicar, na perfeição, os pigmentos, assegurando assim uma imagem final nítida e duradoura.
A cicatrização correta e completa é fundamental para certificar a longevidade de uma tatuagem. Nunca é demais referir que no primeiro mês após a realização de uma tatuagem não pode apanhar sol, nem estar em contacto com água salgada, cloro das piscinas, jacuzzi, saunas ou qualquer tipo de tratamento SPA. Enquanto a pele não cicatrizar, até o mais pequeno contacto com água e/ou umidade pode diluir a tatuagem.
Para evitar que uma tatuagem aparente mais idade do que realmente tem, é necessário precaução na hora de escolher imagens coloridas. Cores vivas como magenta, laranja, vermelho, roxo e amarelo são as primeiras a desvanecer, por isso, se puder, evite-as. Opte antes por tons escuros – preto, azul-marinho, verde – que vão resistir melhor à passagem do tempo.
Mesmo que tenha todos os cuidados e mais alguns, o mais certo é que terá de fazer a manutenção das suas tatuagens se quiser manter o seu aspecto inicial. Um refresh ocasional é o suficiente para manter qualquer tatuagem como nova.

8 coisas a ter em conta se pretende fazer uma tatuagem sobre estrias

As estrias que pretende tatuar devem ter, pelo menos, um ano sem qualquer alteração, isto porque, quanto mais “velhas” forem as estrias, melhor será a aderência da tinta da tatuagem à pele.
Certifique-se que o desenho e/ou as cores escolhidas para a tatuagem não vão acabar por chamar mais atenção para as estrias que, no fundo, quer fazer “desaparecer”.
Regra geral, fazer uma tatuagem sobre estrias demora o dobro do tempo que uma tatuagem normal, uma vez que a alteração da pele requer que se passe a agulha duas ou três vezes sobre a mesma zona.

O facto de uma tatuagem sobre estrias demorar mais tempo a executar, também implica que será, em princípio, mais dolorosa. Mas não é só por isso: a pele adjacente às estrias é naturalmente mais sensível.
Se a zona de estrias a tatuar é extensa, recomenda-se que faça uma pequena tatuagem para verificar a reação da pele à mesma. Se for positiva, essa pequena tatuagem pode ser tapada/incorporada no desenho final. Se for negativa, pelo menos ficou pela tatuagem menor!
Se pretende fazer uma tatuagem sobre estrias que resultaram de uma ou mais gravidezes, o ideal é ter a certeza que não vai voltar a engravidar, pois, uma nova gravidez, a alteração das estrias existentes e o eventual aparecimento de novas estrias poderá alterar drasticamente a tatuagem. O mesmo aplica-se a uma eventual flutuação de peso.
O risco de uma tatuagem sobre estrias esmorecer é maior quando é feita uma tatuagem colorida em vez de uma tatuagem monocromática. Para além disso, recomenda-se que se utilize sempre linhas finas ao efetuar a tatuagem – quanto mais finas, menor o risco de estas se “espalharem” pela estria.
Evite fazer qualquer tipo de tatuagem sobre estrias salientes – o efeito de camuflagem não será conseguido.

Antes de tatuar sobre estrias

Tal como para alguém que quer fazer uma tatuagem sobre uma cicatriz, a recomendação para quem quer tatuar sobre estrias passa por encontrar um tatuador com experiência neste tipo de tatuagens. Fale abertamente com o tatuador sobre as suas expectativas reais, mas também ouça as sugestões do profissional de tatuagem. O segredo do sucesso por de trás de uma tatuagem feita sobre estrias é não só camuflar as mesmas, como retirar a atenção das estrias e passá-la inteiramente para a tatuagem. É natural que encontre tatuadores que não façam este gênero de tatuagem, mas não desista – se é isso que realmente quer, encontrará a pessoa certa para o fazer.

Tatuagens Estrias

Poder fazer ou não uma tatuagem sobre uma estria depende inteiramente das estrias em si, ou seja, da sua largura, comprimento, profundidade e cor. As estrias claras, quase da mesma tonalidade da pele são as mais fáceis de disfarçar com uma tatuagem, assim como aquelas que apresentam um tom rosado. No entanto, quando as estrias têm uma cor escura – em tons de vermelho/púrpura – será muito mais difícil tapá-las com recurso a uma tatuagem. O tamanho ou a extensão das estrias também é um fator a ter em conta, pois, se a área for muito extensa, fazer uma tatuagem aí – o desenho escolhido também influencia – pode acabar por chamar ainda mais atenção para as estrias em si. Por fim, é fundamental ter em conta a profundidade das estrias a tatuar: quanto mais fundas, mais difícil será a aderência da tinta e, consequentemente, a capacidade de disfarçar as estrias. Quanto mais finas as estrias, mais fáceis serão de camuflar com recurso a uma tatuagem.

Fazer uma tatuagem sobre estrias: sim ou não?

Independentemente das suas causas, as estrias alteram significativamente o aspecto da pele e quem as tem só sonha em eliminá-las, acabando sempre por tentar escondê-las o mais possível. É aqui que muitas vezes também entra a arte de tatuar: é possível fazer uma tatuagem sobre estrias? A resposta é: sim e não, tudo depende do tamanho e da cor da estria.

Para prevenir contra uma sessão dolorosa e “para esquecer”, considere as seguintes sugestões:

Descubra tudo o que puder sobre tatuagem – quanto mais bem informado estiver, mais preparado estará na hora da verdade.
Peça referências e não descanse até encontrar um tatuador com o qual se sinta realmente confortável.
Pode sempre escolher uma zona do corpo à partida menos dolorosa para efetuar uma primeira tatuagem, mas se o que realmente quer é tatuar o tornozelo, por exemplo, peça ao tatuador para fazer um ensaio prévio com as agulhas (e sem a tinta!) para ter uma ideia do que vai sentir.
Mentalize-se que a dor faz parte da arte de tatuar, sendo por isso mesmo, e em simultâneo com o seu principal significado, um símbolo de tolerância e paciência.
Não está sozinho! Todas as pessoas que fazem uma primeira tatuagem (ou até mais!) vivem a mesma ansiedade inicial, por isso, pode ser reconfortante falar com alguém que já seja tatuado! Aproveite para lhe colocar todas as suas dúvidas.
Como cliente pagante, está no seu direito de pedir ao tatuador uma pausa ou até para terminar a sessão mais cedo, retomando-a noutro dia (isto é especialmente relevante se a tatuagem for muito grande e/ou complexa). Não se preocupe, os tatuadores estão habituados a lidar com todo o tipo de cliente e cada caso é um caso!
Quanto mais relaxado estiver, mais fácil será “aguentar” todo o processo. Valerá sempre a pena se pensar na obra de arte que vai poder exibir no final da sessão!

Onde dói mais e menos?

Para ficar com uma ideia da sensibilidade das diferentes zonas do seu corpo que pode estar a contemplar tatuar, faça esta experiência: belisque a zona superior do braço e depois a parte de cima do pé. Dói mais no pé, não é verdade? Regra geral, as zonas com mais músculo e/ou gordura doem bastante menos do que aquelas partes do corpo com uma alta concentração de nervos, com ossos apenas e ainda algumas zonas erógenas.

Mais probabilidade de dor

Órgãos genitais ou próximo dos mesmos
Interior das coxas
Tornozelos
Pés
Mãos
Esterno (osso situado na parte anterior do tórax)
Costelas
Peito (principalmente para os homens)
Zona inferior das costas
Espinha dorsal
Cabeça
Qualquer zona da cara
Pescoço
Por de trás das orelhas
Axilas

Menos probabilidade de dor:

Omoplatas
Braços
Barriga da perna
Exterior das coxas
Rabo

Prevenir a dor

Existem histórias dramáticas que incluem choro e até desmaios durante uma tatuagem mas estes são, sem dúvida, casos isolados. O que pode acontecer é que a pessoa está tão ansiosa que os nervos apoderam-se de toda a situação, tornando a experiência insuportável; ou então não se alimentou correctamente antes da sessão; ou por outro lado, está a fazer uma tatuagem muito grande e o corpo está a responder negativamente a várias horas passadas nas mãos de um tatuador.

Os grandes medos

O medo da dor que uma tatuagem supostamente vai infligir está por vezes relacionado com outros receios: o medo de agulhas e/ou de sangue! O primeiro é facilmente resolvido – basta efetuar a tatuagem num local onde não está a assistir ao processo ou então não olhar; quanto ao segundo, é muito raro alguém sangrar ao ser tatuado, a não ser que tenha bebido álcool ou tomado aspirina (ou outro medicamento que possa contribuir para a diluição do sangue) imediatamente antes. Para além disso, as agulhas apenas penetram cerca de 2.5 cm da pele – pegue numa régua e veja com os seus próprios olhos – e ao longo de toda a sessão, o tatuador limpa, vezes sem conta, a área de trabalho.

Qual a sensação?

Embora não seja particularmente fácil descrever qual a sensação de ser tatuado, algumas das descrições mais recorrentes incluem: é semelhante a um escaldo, parece que se está a ser picado por uma abelha, um grande arranhão, uma sensação de calor, desconfortável ou simplesmente irritante. Também parece ser consensual que fazer o contorno do desenho é um pouco mais doloroso do que o seu preenchimento. Curiosamente, as pessoas que já enfrentaram algum tipo de cirurgia e as mulheres que já deram à luz, são normalmente quem diz que “não dói nada”! Por outro lado, a maioria das pessoas sente algum incomodo nos primeiros minutos, mas depressa se habituam e chegam à conclusão que “não é tão mau como pensavam”! Consequentemente, a dor é substituída pelas endorfinas, até porque a partir de agora o pensamento está apenas concentrado em ver o resultado final !

Onde dói mais tatuar?

Uma das perguntas mais frequentes que alguém que está a contemplar efetuar uma tatuagem faz é: “vai doer”? A resposta é simples: claro que sim. E porquê? Uma tatuagem implica a oscilação de um conjunto de agulhas sobre a pele, que entram e saem rápida e repetidamente da mesma, cerca de 80 a 150 vezes por segundo! Mas espere…antes de desistir da ideia, saiba que o nível de dor também varia consoante cada pessoa, depende do local onde a tatuagem será feita e a sua dimensão, sem esquecer a perícia e a experiência do tatuador.

Pescoço

Esta zona do corpo já foi, em tempos, exclusivamente reservado a membros de gangues e a pessoas que tivessem estado presas. Hoje, está na lista dos top 10 locais do corpo mais tatuados, pela sua sensualidade e elemento surpresa, mas também porque pode ser perfeitamente disfarçado com uma camisola ou, no caso das mulheres, com cabelo comprido.

Peito

Zona quase exclusivamente reservada aos homens, as tatuagens aqui parecem aumentar os peitorais masculinos (nem que seja de forma ilusória!) e, embora passem a maior parte do tempo cobertas, podem ser amplamente gozadas em privado!
Seios: cada vez mais popular entre as mulheres, estas tatuagens têm, na maior parte dos casos, um tom provocatório e extremamente sexy, mas são também muitas vezes grandes provas de amor, ao exibirem os nomes dos seus amados!

Braço

Popularidade do braço deve-se ao facto deste proporcionar, em si, várias zonas para efetuar uma tatuagem – área exterior, interior, antebraço e ombro – sendo ainda uma das zonas menos dolorosas para ser tatuado.

Costas

Considerada pelos tatuadores como a maior e a melhor “tela humana”, não é raro esses artistas aconselharem grandes tatuagens nesta zona do corpo. Em alternativa, sugerem que comece por uma “peça” mais pequena, mas que pode ser aumentada com o tempo e conforme a vontade! Quem fica apenas por uma tatuagem nas costas, normalmente fá-la entre os ombros.

Tornozelo

Muito popular no universo feminino (que, em matéria de tatuagens, parece ter adotado esta zona do corpo como sendo exclusivamente sua), os desenhos dividem-se entre elementos delicados como flores, borboletas e rosário; e elementos mais marcantes, caso dos desenhos tribais.

Braçadeira:embora não se trate de uma zona do corpo específica, este gênero de tatuagem, que envolve o braço de uma ponta a outra, é extremamente popular, tanto com os homens como com as mulheres. Para além de ser um local visualmente forte, é igualmente fácil de “esconder” .

Em hibernação no Inverno e à vista do mundo no Verão, as tatuagens ficam muito bem nesta zona mais plana do corpo. No entanto, precisam de ser ocasionalmente retocadas, porque têm tendência a desbotar.

Pulso

Com uma personalidade muito forte e muito própria, as tatuagens nesta parte do braço (normalmente no interior) ficam bem a ambos os sexos. Se por um lado é comum tatuar-se nesta zona algo com grande significado e que esteja sempre à vista, sendo assim uma lembrança constante; por outro, pode facilmente ser disfarçada com uma camisola de manga comprida, um relógio ou pulseira

Zona Lombar

Sexy e sensual – tanto nos homens como nas mulheres (no sexo feminino tem ainda a vantagem de destacar a sua silhueta) – é uma zona ideal porque pode ser facilmente escondida por motivos profissionais ou pessoais, ou seja, longe dos olhares curiosos dos chefes, pais ou avós! É igualmente misteriosa porque uma camisola mais curta pode permitir uma amostra da tatuagem quando forem feitos certos movimentos. Na praia ou na companhia da sua cara-metade, a sua exposição é digna de ser vista!

Zonas do corpo mais populares

Depois da tatuagem em si – desenho, palavras, significado – o local onde será feita é a segunda decisão mais importante que terá de tomar. Como é sabido, existem zonas do corpo onde dói mais e menos ser-se tatuado, mas também existem partes corporais que os próprios tatuadores desaconselham: caso dos cotovelos, pés, joelhos e as dobras dos dedos das mãos (há uma maior probabilidade da tatuagem desvanecer), mas também zonas muito propícias a rugas que podem “desfigurar” a tatuagem no futuro…e o trabalho de um artista corporal tem de ficar impecável para sempre! Talvez por isso, sejam estas as zonas do corpo mais populares para se efetuar uma tatuagem!

Localização

A zona do corpo que escolhe tatuar diz tanto ou mais do que a tatuagem em si – para além de poder afetar o seu significado, há que considerar o aspecto estético final. Por exemplo, o impacto visual de uma tatuagem na nuca, é diferente do que aquele causado por uma tatuagem no pé. Por outro lado, existem zonas do corpo mais populares do que outras, umas mais dolorosas do que outras. Outra decisão que terá de tomar relativamente ao local é se quer que a tatuagem seja facilmente visível pelos outros: pode ter um emprego conservador ou simplesmente porque quer que seja um segredo exclusivamente seu. Algumas áreas tornarão a tatuagem visível a toda a hora, outras vão apenas permitir um vislumbre ocasional.

Simbolismo

Tenha especial cuidado ao escolher símbolos religiosos, de outras culturas e palavras noutras línguas. Se o fizer, é importante que pesquise e descubra tudo o que há para descobrir acerca desse elemento: história, segundos significados, se exprime coisas diferentes ao ser colocado em partes do corpo distintas ou próximo de outras tatuagens. Certifique-se que os caracteres japoneses pelos quais está apaixonado significam realmente “amor” e não “ódio”. O que pode parecer espetacular para si, pode ser ofensivo para outros.

Estética

Regra geral, as pessoas fazem tatuagens para serem vistas – por elas e pelos outros! E neste campo existem duas decisões fundamentais: o tamanho e a cor. As dimensões da sua futura tatuagem dependem da sua localização, ou seja, pode começar por escolher primeiro a área do corpo a tatuar e só depois escolher um desenho adequado ou vice-versa. Relativamente às cores, é errado será dizer que uma tatuagem colorida chama muito mais a atenção do que uma tatuagem feita a preto e cinzento – depende dos seus gostos pessoais, da imagem em si e, eventualmente, da localização. Para além de expressar o significado que deseja, uma tatuagem tem obrigatoriamente de ser esteticamente agradável. Se não estiver bonita, não vai querer mostrá-la a ninguém.

Imagens vs. Letras

Enquanto artistas, muitos tatuadores também estão habilitados a elaborar um desenho através de um rascunho ou simplesmente graças a uma explicação sua. Saiba ainda que se levar uma imagem a um tatuador ele pode ainda fazer-lhe alterações de cor e/ou forma. Para além das imagens, as iniciais, palavras ou expressões também são populares e podem dizer tanto ou mais do que uma ilustração. Tenha apenas cuidado com a escolha de nomes – não vá a coisa correr mal e daqui a seis meses queira apagá-la! Não limite a sua pesquisa, muitas vezes a inspiração está onde menos esperamos. Uma tatuagem deve espelhar a sua personalidade, deve ser a “sua cara”.

Que tatuagem eu faço?

Para escolher um desenho, nada melhor do que ler e pesquisar muito. As revistas especializadas são um prato cheio para os que estão sem ideia. Os estúdios também possuem um grande arquivo de desenhos e fotos. É só chegar e soltar sua imaginação. Além disso, o próprio tatuador vai te ajudar a elaborar ou aperfeiçoar a tattoo. Por isso, ir a um estúdio de sua confiança é essencial para o sucesso de seu desenho.

Fazer tatuagem doí ?

Sim, dói. A dor se modifica de acordo com a pessoa. Uns sentem mais, outros menos. Alguns lugares do corpo doem mais (cotovelo, pé, tornozelo…), onde tem bastante terminações nervosas também (parte interna do braço, por exemplo). Se o fato de sentir dor te incomoda tanto, converse bastante com o profissional, ele é a pessoa mais indicada para dar algumas dicas.

Posso pegar infecções ou doenças com a tatuagem?

Esta é uma pergunta muito importante. Os meios de comunicação repetem sempre que fazer uma tatuagem ou um piercing é perigoso, e é fácil cair na psicose! O que ninguém diz é que se o estúdio que você contatar for sério e competente, os riscos são inexistentes. Agulhas e materiais descartáveis, autoclave para a esterilização,  e um amplo uso de líquidos desinfetantes e esterilizastes e um profissional formado em biossegurança para poder administrar todos esses itens importantes. Somos nós que vivemos no nosso estúdio e portanto somos nós os primeiros a prestar atenção às normas higiênicas.E agora é você que entra em cena. A cura da tatuagem e do piercing é muito importante e é fundamental seguir as instruções que lhe serão dadas. Utilize poucos remédios mas de primeira qualidade; toque a tatuagem ou o piercing exclusivamente com as mãos limpas, ao menos nos primeiros dias; siga um estilo de vida sadio e regular. Se seguir estas simples regras, não terá algum problema!

Este assunto me deixa com uma raiva incrível, há anos leio e ouço reportagens que apontam o dedo contra esta arte, como se nós tatuadores fôssemos “açougueiros irresponsáveis”, eu acredito que haja “tatuadores” (mas acredite, tenho muita dificuldade em defini-los assim!!!) e esteticistas que usam a máquina de fazer tatuagem mesmo não tendo as capacidades e os conhecimentos artísticos e higiênico -sanitários desmoralizam nossa profissão e levam a vergonha a publico nos distorcendo nossa profissão ao olhos da sociedade, contra estes “charlatões” sempre combati em primeira pessoa e não darei trégua um só minuto, mas acho que muitas vezes as autoridades e as administrações públicas (com o apoio dos meios de comunicação) apontem o dedo contra nós tatuadores para desviar a atenção dos verdadeiros problemas da ma administração do poder de vigilância e fiscalização. Milhares de pessoas viveram na própria pele (!!!) o pesadelo de erros e descuidos que fizeram com que entrassem são (ou quase) num hospital e saíssem gravemente adoecidos, o numero de mortes por episódios de erros médicos em toda parte.

É muito difícil fornecer orçamentos de tatuagens via e-mail???

Sim.pois o mesmo depende do tamanho, cor, detalhes, etc. Porém, pode-se estimar um valor; para tanto, é imprescindível o envio do desenho desejado junto com o e-mail :para zero@zerotattoo.com.br
Deve mandar zipado com WinRAR
Apenas serão vistos tatuagens zipadas com WinRAR por ser detectado o IP do cliente no envio, para caso de vírus.
Ou pelo  e-mail  se o arquivo não for muito grande até 5mb

Quem tem diabetes pode tatuar????

Sim, mas com maiores cuidados. O risco de adquirir uma infecção a partir de uma aplicação de tatuagem é igual para todo mundo . Por isso, quem tem diabetes não é mais vulnerável do que as outras pessoas em relação à possibilidade de contaminação.
“A diferença é que, se o quadro envolver um comprometimento dos vasos na microcirculação, o controle de uma eventual infecção torna-se mais difícil”, esclarece.

Esse tipo de complicação (alterações na micro vascularização) vem diagnosticada, em geral, a longo prazo, entre cinco e 10 anos. Por isso, o paciente que não apresenta o diabetes bem controlado, e há mais tempo, está mais sujeito ao problema. No caso de uma eventual infecção após uma tatuagem mal aplicada, seu problema poderá ser mais difícil de ser combatido. Para quem já tomou a decisão de tatuar a pele,, verificar o controle das taxas de glicemia e a presença de eventuais complicações crônicas constitui o primeiro cuidado a ser tomado antes do procedimento.Na dúvida, consulte sempre seu médico!

Quem fez tatuagem pode doar sangue???

Sim. Quem fez tatuagem há mais de um ano pode doar sangue. Não importa quantas tatuagens a pessoa tenha, apenas a data da mais recente.
As pessoas passam por uma triagem para declarar a quanto tempo fizeram a tattoo .Antes as equipes de triagem ficavam muito inseguras em casos como os das pessoas que têm tatuagem .
“O objetivo da triagem é a proteção do doador e do receptor. A portaria do ministério da saúde diminuiu um pouco o receio dos  encarregados da triagem, porque estabelece alguns critérios”, o médico da triagem tem a prerrogativa de decidir ou não pela doação.
É na triagem que os interessados em doar sangue dão informações importantes sobre suas vidas e hábitos para garantir a segurança das doações. As informações prestadas, em casos como os de quem tem piercing, fez tatuagem ou acupuntura,são fundamentais para a segurança dos pacientes, porque serão os doadores que dirão se os procedimentos foram feitos com a utilização de material descartável.

Bailarinas do Faustão exibem tatuagens

Tatuagem é a moda da vez entre as Dançarinas do Domingão do Faustão; veja as fotos das bailarinas e suas tatuagens

As Bailarinas do Domingão do Faustão exibiram suas tatuagens em ensaio de fotos publicado nesta segunda-feira, 9, no site oficial da atração. As Dançarinas do Faustão têm todo o tipo de tatuagem. É tatuagem no pescoço, tatuagem no pé, tatuagem no braço, tatuagem nas costas, enfim, tattoo que não acaba mais. As meninas do Balé do Faustão adoram desenhos de borboletas e diagramas japoneses. “Eu mesma inventei a que tenho no braço”, confessou a dançarina Aline Riscado.

 

 

Katy Perry e Russell Brand

O casamento durou pouco mais de um ano, mas há algo que Katy Perry e Russell Brand vão partilhar para sempre: uma tatuagem! Num ato de partilha e de sentirem uma maior união entre ambos, Katy Perry e Russell Brand tatuaram as palavras “Anuugacchati Pravaha” no mesmo local do corpo – o interior do braço direito. A frase, em sânscrito, significa qualquer coisa como “deixa andar” ou “vai na onda”. Fica a memória dos tempos românticos que viveram…

David e Victoria Beckham

David e Victoria Beckham estão juntos no amor e nas tatuagens: ele tatuou o rosto de Victoria Beckham no seu braço esquerdo, acompanhado do seu nome em Hindi e ainda as palavras “Ut Amem et Foveam” (“Porque amo e estimo”). Quando do 10º aniversário de casamento do casal em 2009, David Beckham tatuou uma faixa com 10 rosas em torno do braço esquerdo. Ela não fica nada atrás e tem várias tatuagens dedicadas ao marido: as suas iniciais no pulso esquerdo, uma estrela nas costas, a data 08 de Maio de 1997 no pulso direito (o dia em que Victoria e David dormiram juntos pela primeira vez!) e ainda uma famosa frase hebraica nas costas que significa qualquer coisa como “Eu sou do meu amado e o meu amado é meu”

 

As tatuagens mais românticas das celebridades?

Angelina Jolie & Brad Pitt

Diz-se que foi Angelina Jolie quem inspirou Brad Pitt a render-se ao mundo das tatuagens e a verdade é que entre os dois existem mais de 25 tatuagens. Angelina Jolie já dedicou duas tatuagens a Brad Pitt: tatuou as coordenadas da cidade onde o ator nasceu no braço esquerdo e as palavras “Whiskey Bravo” no interior da coxa direita que é o nome de Brad Pitt em linguagem militar. Ele, por sua vez, tem a data de nascimento da atriz tatuada no estômago, onde está escrito em Khmer, a língua oficial da Camboja, terra natal do filho adotivo de ambos, Maddox.

Contatos

© 1994-2017 – Zero Tattoo
Ligue e agende sua tatuagem

R. Taipas, 354 – Santa Maria, São Caetano do Sul

São Paulo Cep: 09560-200 Brasil

Fones:(11) 4227-1196 Cel:(11) 94717 6088 WhatsApp

Podem enviar no e-mail , fotos de tatuagens feitas pelo zero depois da cicatrização  e desenhos que deseje para sua tattoo.. Email: zero@zerotattoo.com.br

Formulário